Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Street Style

por Nicele Branda

Com o advento da internet, o Street Style (moda urbana/de rua) tem se difundido nos quatro cantos do planeta. Um click nos distancia das pessoas que vivem em Londres, Paris, Estocolmo ou Tóquio. Com essa desterritorialização, podemos visualizar o espaço de forma ampla, não existindo apenas a realidade onde estamos inseridos. Criada e inspirada nas ruas, a Moda Urbana tem sido uma das expressões da cultura e da sociabilidade mais vistas e mais aceitas atualmente. Para Vogel (2007), a Moda Urbana – Streetwear – pode ser considerada o centro de uma cultura profundamente independente, com caráter dinâmico e fugaz, onde as roupas são criadas, adaptadas e vestidas de acordo com determinados padrões e estilos de vida. 

Identidade e vestir estão intimamente ligados, portanto diferentes modos de seleção e combinação de peças se apresentam acabam muitas vezes fugindo da proposta inicial de estilistas e designers, tornando a Moda cada vez mais plural. Dessa maneira, as ruas podem ser consideradas espaços férteis para a produção de novos estilos e culturas urbanas, que, inversamente, acabam por influenciar o trabalho de estilistas e designers, esse fenômeno é conhecido como Bubble up/Efervescência. (surge nas ruas - inspira criadores - vira moda - se populariza).

Em contramão a esse fenômeno, existe o chamado Trickle Down/Gotejamento, onde as tendências são lançadas por criadores de moda e/ou formadores de opinião. Após os desfiles, as marcas Premium as utilizam como referência, posteriormente as mais acessíveis lançam ao público em geral. Considerando curto tempo que as informações são difundidas, esses lançamentos acabam ocorrendo na mesma estação, ou seja, há um acesso bastante democrático ao produto, independente do poder aquisitivo.

A internet modificou as relações existentes na contemporaneidade, com isso identificou-se um terceiro fenômeno, bastante recente, chamado Peer-to-peer/Ponto a ponto onde a identificação do indivíduo ocorre diretamente com uma ou mais pessoas de referência. Essa pessoa pode ser uma celebridade, blogueira, sites de referência ou perfis de redes sociais. A facilidade de criação e transmissão das informações transformou esses meios em ferramenta de difusão de opiniões e, por conseqüência, de tendências. Essa relação de comunicação entre os participantes sociais, é utilizada para expandir, explorar, enfim transformar em vitrine o mundo virtual. Aí que retornamos ao Street Style, e suas diversas ramificações atuais.

 

Serviços da faculdade
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018