Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Cuidados com a pele no verão

por Adalvane Nobres Damaceno

A queimadura solar é o dano causado à pele através da radiação ultravioleta (UV) que, geralmente, aparece dentro de poucas horas após exposição excessiva à luz solar ou de origem artificial (como câmaras de bronzeamento). 

É caracterizada pela vermelhidão e inflamação da pele, que fica dolorida. Alguns dias podem ser necessários para a recuperação e cada incidência aumenta o risco de problemas de pele como rugas, manchas e cânceres. Existem alguns modos naturais de se recuperar em casa, mas cuidados médicos podem ser necessários em casos graves. 

Entre as complicações pode-se destacar: 

Infecção: queimaduras solares que resultam em bolhas podem ser mais suscetíveis a infecções bacterianas quando elas rompem. 
Envelhecimento precoce da pele: exposição ao sol e queimaduras repetidas aceleram o processo de envelhecimento da pele, fazendo com que você aparente mais idade do que realmente tem. 
Câncer de pele: a exposição excessiva ao sol, mesmo sem queimadura solar, aumenta o risco de desenvolver câncer de pele, como o melanoma, por exemplo. Procure seu médico se você perceber mudanças na sua pele. Novos sinais, crescimento de sinais pré-existentes, mudança de cor e textura e feridas que não cicatrizam devem ser avaliadas. 

Cuidando da queimadura em casa: 

1 - Aplique frio. A pele ficará rosada ou inflamada durante a exposição ao sol, mas a dor só será percebida após algumas horas. Assim que notar a pele queimada, aplique uma compressa fria ou tome um banho caso a lesão seja extensa. A água fria combate a inflamação e alivia a dor, além de ajudar a manter a pele hidratada. 
Deixe o local de molho por 20 minutos em água fria, não gelada. Por mais que o uso de gelo possa ser refrescante, ele pode causar um choque no organismo. 
Não esfregue a pele e nem utilize sabão ou você pode irritar a pele e ressecá-la ainda mais. 

2 - Aplique Aloe vera. O gel de Aloe vera é o remédio natural mais popular para queimaduras e inflamações de pele. Ele não apenas alivia a dor, mas também acelera o processo de cicatrização em até nove dias. Aplique o gel várias vezes ao dia para aliviar a dor e o desconforto, além de acelerar a recuperação da queimadura. 
Se você tem uma planta de babosa no jardim, quebre uma folha e aplique o gel extraído dela diretamente na pele queimada. 
Se preferir, compre um frasco do gel de Aloe vera em uma farmácia. Mantenha-o refrigerado antes da aplicação para aumentar o efeito refrescante. 

3 - Experimente a aveia. Além de apresentar propriedades anti-inflamatórias que aceleram a recuperação, a aveia também age como remédio natural para o alívio da inflamação. Faça um mingau, resfrie-o por algumas horas e aplique na pele queimada. Quando ele secar, enxágue o local com água fria. 
Tenha cuidado, entretanto, pois a aveia é um esfoliante leve que pode irritar a pele se não for removido cuidadosamente. 
Para queimaduras pequenas, coloque um punhado de aveia em uma gaze e deixe de molho em água fria por alguns minutos. Aplique a compressa na queimadura por 20 minutos algumas vezes ao dia. 

4 - Mantenha a pele hidratada. As queimaduras ficam ressecadas sendo importante promover a hidratação para acelerar a recuperação. Após um banho frio, aplique hidratante em quantidade para evitar a evaporação da água. Repita a aplicação com frequência para tornar a descamação menos evidente. 

5 - Mantenha-se hidratado. Durante os primeiros dias após a queimadura, beba bastante líquido para aumentar a hidratação e acelerar a recuperação da pele. 
Como a queimadura puxa os fluidos da pele, é importante ficar de olho nos sinais de desidratação como: boca ressecada, sede excessiva, redução da urina, urina escura, dores de cabeça, sonolência e tontura. 
Uma atenção especial para as crianças, que são ainda mais vulneráveis à desidratação, portanto consulte um profissional de saúde caso uma criança pareça doente ou aja de modo estranho após uma queimadura. 

6 - Proteja-se contra novas queimaduras. A prevenção é sempre sua primeira linha de defesa contra queimaduras. O uso de protetor solar de 30 FPS ou mais, reaplicar o protetor a cada duas horas, usar roupas protetoras feitas de tecidos leves e evitar a exposição ao sol durante as horas em que ele está mais forte (entre 10 da manhã e 4 da tarde) revelam-se medidas efetivas contra novas queimaduras. 

REFERÊNCIAS 

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERAMATOLOGIA. Cuidados com a pele no verão, 201X. Disponível em: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/cuidados/cuidados-com-a-pele-no-verao/ [Acesso em 23 jan de 2018]. 

TELESSAÚDE. Rio Grande do Sul. Tudo que você precisa saber sobre queimaduras solares, 2018. Disponível na Internet em: https://www.ufrgs.br/telessauders/noticias/queimaduras-solares/ [Acesso em 23 jan de 2018]. 

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018